Páginas

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Vitima das Circunstancias

As vezes não enxergo a minha frente
Os sonhos enfraquecem-se devido
O marasmo que a realidade derrama
Dentro da gente.

As vezes é difícil se levantar e sorrir,
Porque as incertezas que carrego comigo,
Tornam-se fardos pesados pra quem está inseguro.

Estou cansado de exaltar minhas dores
E de fingir que sou uma pessoa sólida.

Pois não sei o que vou fazer quando acordar.

J Mario Cavalcante.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

O Instante Que Antecede o Beijo

Os olhos cerrados aguardavam inquietos
Enquanto você respirava descompassadamente
E minha tez ficava cada vez mais tremula,
Enquanto você cálida ofegava
Quase recostada no meu rosto.

O instante que antecede
O repousar dos teus lábios nos meus 
Confunde sensações e desperta desejos
Negligenciando a razão antes confusa.

E esse momento que só é permitido
Aos autênticos apaixonados
Envereda-se por séculos afinco
Em corações serenos, felizes 
Por existirem dentro daquele instante.

J Mario Cavalcante

terça-feira, 23 de julho de 2013

Dias Gris

O sorriso que brota no meu rosto
Determina uma felicidade irrefreada
Manifestada involuntariamente ao lembrar de ti.

Para todas as histórias malfadadas
De corações partidos que carregam
O pessimismo como bandeira triunfante.

Saibam que um pessimista convicto
Que acabou encontrando o amor
Num dia em que não havia perspectivas.

Considera a relatividade que a vida nos deu
Para acreditar que o que cabe aos apaixonados
É viver o presente sem preocupar-se com o futuro.

J Mario Cavalcante