Páginas

domingo, 14 de fevereiro de 2016

RESPIRO COM MAIS VONTADE DE VIDA



Respiro com mais vontade de vida
O dia em mim ainda está nublado
Minha tez permanece azul fria
Ainda exalo espinhos sem pétalas.

Respiro com mais vontade de vida
A noite em mim ainda está deserta
Meu riso permanece amarelo tétrico
Ainda inalo gás mostarda sem máscara.

J. Mário Cavalcante