Páginas

quarta-feira, 29 de junho de 2016

PRECISAVA CHUTAR O BALDE



E quando estou cansado de olhar para porta
Tentando encontrar teus olhos pela fechadura
Distraio-me por espectros que chamam pelo meu nome,
Vazios, vazios e mais vazios.

Borras de paixões estragam meus dias,
Mas só isso!

E quando estou cansado de encarar paredes brancas
Tentando encontrar sua próxima propaganda social
Distraio-me por quimeras que sorriem para mim,
Vazias, vazias e mais vazias.

Apaixonadas capitalistas estragam meus dias,
Mas só isso!

E quando estou cansado de absorver almas alvejadas
Tentando encontrar pureza em passados obscuros
Distraio-me por corpos que dançam lascivamente,
Vazios, vazios e mais vazios.

Cretinas de manual estragam meus dias,
Mas só isso!

J. Mário Cavalcante